segunda-feira, abril 17, 2006

Processo de recuperação resumido

Então, eu disse que ia parar de postar aqui no blog, mas o fato é que eu acho importante esse espaço, nem que seja somente para mim mesma. Bem, vou usar o post de hoje para escrever como foi o meu processo de melhora (cura, como já escrevi anteriormente, acho que não existe não).

Mês 1 - Tive uma crise de uma virose maluca que me deixou toda ruim, comecei a ter náuseas o dia inteiro, não conseguia me concentrar em nada, nem estudar, nem trabalhar, nada nada de nada. Ia para o trabalho mas não falava com ninguém, ficava lutando contra a náusea o dia todo, todos os dias, era um saco. - mas neste mês eu realmente estava fisicamente doente!!! - ou seja, os sintomas faziam sentido...

Mês 2 - Comecei a desenvolver quadros de ansiedade e continuava acordando com náusea, parei de comer e mesmo assim tinha náuseas absurdas, comecei a perder dias de trabalho, depois semanas... Sair de casa era quase insuportável, já não trabalhava mais e nem fingia e muito menos tentava fazer alguma coisa, só queria ficar em casa, na minha cama, deitada. Ia pro trabalho, mas não fazia quase nada. Comecei a fazer exames mil pra ver o que afinal eu tinha, já que já tinha (supostamente) me recuperado da minha virose.

Mês 3 - Além da ansiedade e da náusea, me afastei de todos os meus amigos, só saía de casa pro trabalho e chegava atrasada e ia embora mais cedo, justamente por achar que eu ia ter um treco. Comecei a desenvolver pânico de ficar na rua, um negócio quase doentio, náusea o dia todo, vivia a base de plasil e dramin, com sacos plásticos e baldinhos por todo lado, sem me concentrar no trabalho, com palpitações, falta de ar, crises em que eu achava que ia enlouquecer ou morrer, sei lá, um desespero sem tamanho. Aqui a minha vida já beirava o insuportável e meus exames não acusavam nada além do óbvio: estava fraca por falta de alimentação balanceada... mas me diz: quem é que ia comer com tanta náusea?

Mês 4 - Completo desespero. Lá pelo meio desse mês eu me afastei do trabalho, também, estava um zumbi, quando ia pro trabalho (o que não era sempre) - eu não fazia nada, chegava a passar 3 horas do lado do banheiro, quando não ficava deitada no chão mesmo, na rua, uma loucura... Nos dias em que me afastei do trabalho, ou seja, ficava só em casa, desenvolvi depressão, não comia, não fazia nada de nada, ficava somente deitada na cama e de preferência sem trocar palavra alguma com pessoa alguma. Os meus dias eram de um desespero sem proporções aceitáveis, um caos completo e total. E eu não tinha nada, isso por si só me assustava. Não ter nada e ainda assim se sentir doente, desespero e mais desespero.

Mês 5 - Um pouco menos desesperada porque já não precisava sair de casa. Mas ainda assim horrível, um estado apático geral e náuseas permanentes. Comecei a comer mais, mas era aquela ansiedade sem fim algumas horas antes e após as refeições, chegava a dormir pra não correr o risco de me sentir mal, como se fosse adiantar alguma coisa.

Mês 6 - Início do meu tratamento, ainda muito ruim, mas melhorando. Retomei algumas das minhas atividades e fui colocando na cabeça que era uma coisa psicológica. Adotei aos poucos aquele esquema: "Se estou ruim, tomo logo um litro de água e fico perto do banheiro. Se for pra ser, vai ser". Tipo, meio que chutei o balde (eu penso assim, afinal, é assim que a gente fica menos ansioso) - mas ainda fazendo esse processo mental todo, eu estava no meio do caminho, me sentia estranha alternando com dias em que estava bem.

Mês 7 - O mês atual. Agora já me sinto bem quase que constantemente. Ainda tem uns dias em que eu fico meio ansiosa, mas é bem mais fácil pensar em outra coisa e melhorar rapidamente ou aceitar que se eu estiver doente eu estou e daí não há muito o que fazer. Mas já me alimento normalmente, já retomei todas as minhas atividades e outras mais, já tenho muita vontade de fazer as coisas e de sair e acho tudo muito legal. Quando fico mal, já não penso mais em correr pra minha cama, vou logo me distraindo, busco fazer outra coisa e assim controlo 98% do meu medo, ansiedade e pânico que a emeto causa. Digo 98% porque se um dia eu estiver realmente doente, então não sei como irei reagir novamente, mas por enquanto voltei a viver sem tanto medo. Estou acostumada com o meu medo e lutando contra ele. Isso por si só já é uma grande conquista.

Bem, agora é seguir a vida, devagarzinho, sem tanto medo e desespero, isso é ruim e faz mal.

16 Comments:

Anonymous ellen said...

olá...achei seu blog no google...eu nem sabia que se chamava "meto" rssssss,,,,,,tb naum sabia q existia outras pessoas com isso!!!
tenho medo de vomito dos outros principalmente,eu mesmo naum faço essa coisa a + de 20 anos...naum sei pq tenho isso...odeio!!!vc ainda abre esse blog??
:)ahh tb faço tratamento....por isso comcei a pesquisar

18/4/06 19:45  
Anonymous Anônimo said...

Oi. Achei seu blog no google e te digo que foi a melhor coisa que me aconteceu! Estou simplismente desesperada com essa minha fobia!

Tenho 18 anos e estou perdendo a melhor fase da minha vida,por conta desse medo absurdo! Assim como você, carrego remédios e mais remédios para todos os lados e só de pensar em passar mal, eu literalmente passo mal (sinto que minha ansiedade acaba comigo! tenho certeza que 99% é minha cabeça, mas sinceramente não consigo me controlar). Meu medo já evoluiu, agora não só tenho medo de vomitar, mas também de desmaiar..

Ninguém sabe disso, nem mesmo minha mãe! Tenho medo de falar e ela achar uma bobagem (ela é médica e me lembro que quando eu era criança já reclamada das nauseas todos os dias, mas ela não acreditava em mim! =S)

Enfim, estou fazendo terapia, mas por conta da depressão que se agravou em 2001 por conta da separação dos meus pais. Não penso em falar isso com o terapeuta, pois o foco é família e o vestibular..

Fiz endoscopia e descobri que tenho dispepcia funcional (minhas enzimas digestivas não funcionam! - mais um fator pro meu desespero).

Já pensei até em enfiar o dedo na gartanta e induzir o vômito para tentar me curar. Mas cadê a coragem?

Tenho um show para ir e vou ficar o dia todo na fila..estou morrendo de medo!

Espero que não tenha ficado muito confuso tudo que escrevi..

**seu blog é lindo, não pare de postar, porfavor!**

25/9/06 13:21  
Anonymous Anônimo said...

Oi,

Também achei o seu blog pelo google...Sou atleta, tenho a saúde em dia, mas depois que meu filho teve pneumonia, eu desenvolvi um medo de doença horrível, quando penso que posso passar mal, passo.
Tudo começou com as minha noites em claro e minha preocupaçao exarcebada com as crianças, eles nao podiam ter um resfriado que meus cuidados redobravam, mas eu esquecia de mim.
Nao comia, nao dormia, ficava tensa checando a febre de 20 em 20 minutos, colocava o despertador para acordar e checar a febre deles...Isso me consumiu.
desenvolvi uma tosse incurável, e depois enjoos, achei que fosse algo que havia comido, mas não.
Esses enjoos se agravam antes da menstruaçao e fico com medo de passar mal e acabo passando mal mesmo.
Tive uma sindrome do pânico, taquicardia forte, enjoos, tremedeira, chorava muito e saí correndo pela rua desesperada, sem parar...Meu marido me pegou e fui parar na emergencia, moro nos EUA e aqui logo perceberam o que era, e me encheram de fios nas pernas, costas, coraçao, fizeram um check up completo, com hemograma e tudo, queriam ver se eu tinha anemia, diabates, alguma complicaçao na tiróide, rins, até gravidez etc...Nao deu nada.
Meu exame deu ótimo graças a Deus, mas os enjoos e a ansiedade continuaram.
e o meu medo de passar mal também.
Me deram um remédio que acho ser um atedepressivo, mas me recuso a toma-los.
Talvez fosse melhor tomar logo, mas logo eu, toamndo antedepressivos? Uma atleta?
Depois que almoço, passa tudo.
quer dizer é...Totalmente piscológico. EU SEI, mas minha cabeça, nao.
Eu já estava bem, sem sentir absolutamente nada, mas foi só minha filha ficar doente ( e olha que ela teve uma febrinha de 37,5) e eu voltei a ter tudo de novo.
Hoje, depois dos exames, fico mais calma, nunca mais tive taquicardia, só por que sei meu exame deu bom.
Bem,
para todo mal há cura!
é isso que desejo a vocês, força no pensamento...é tudo cabeça...aprenda a domina-la.
chute o balde.

17/1/10 22:21  
Anonymous Anônimo said...

Olá Zoe, parabéns pela iniciativa do seu blog para mostrar para outras pessoas que passam pela mesma situação e ao dar "uma luz no fim do tunel" para nós.........sofro exatamente dos mesmos sintomas que você mas ainda não aprendi a me controlar, procuro cada dia aprender a dominar a mente, sem ter que passar por psicologos ou psiquiatras que vão me encher de remédios.........isso já dá medo........só gostaria de parabeniza-la pela sua ajuda.......
um abraço

26/5/10 16:45  
Anonymous Anônimo said...

Oi.. não muito diferente de você, tb desenvolvi um medo de passar mal, mas não com vômito, mas de tudo. Se sinto, por exemplo, que minha visão embassou (por qualquer motivo normal de claridade) já penso que estou no inicio de um desmaio, aí já fico com mãos e pés gelados, coração acelerado, falta de ar, onde eu estiver, invento uma desculpa e saio do local e tento correr direto para casa, onde me sinto melhor. Estou sem viajar com a familia a 04 anos, pois, fico pensando que posso passar mal e não ter como ir para casa. Estou nesse processo e ainda não consegui procurar ajuda. Parabéns pelo seu blog, ajuda a saber que existe luz no fim do túnel.

2/10/10 10:28  
Blogger Deh Domingues said...

Qual o tratamento que vc faz?
So terapia????

21/1/11 12:45  
Blogger :) said...

Queridos leitores desse blog!
Aqui sou eu, a Zoe. Eu nem fazia noção que meu blog tinha ajudado tanta gente assim e fiquei positivamente surpresa ao ver tantos comentários. Vou tentar lembrar a senha para atualizar e dizer como estou hoje, continuar postando as coisas mas por hora não encontro então deixei esse rcadinho como comentário.
Espero que meus leitores tenham encontrado algum conforto e tenham melhorado.

25/1/11 18:43  
Anonymous Anônimo said...

Passo exatamente pela mesma situação! E que bom saber que não é frescura. Compartilho com todos que esses enjôos, seguidos de fraqueza, pânico são puramente de fundo emocional. Melhorei muito após fazer análise, mas com psicanalista, não psicologos. Só curamos através do inconsciente. Espero ter ajudado alguem.

2/2/11 16:57  
Anonymous Anônimo said...

CURA!!!
SIM!!! ISSO TUDO TEM CURA!!!
E EU TENHO A CURA! E QUERO COMPARTILHAR COM VOCÊS AGORA MEUS IRMÂOS!

Meu Deus do céu, como eu fui ingênuo pensando tanta besteira a respeito do que eu sentia! E eu sentia tudo isso aí que vcs disseram ( mãos e pés frios, tonteiras, tremedeiras, medo de não ter alguém que possa me ajudar quando eu estiver em algum lugar em público e isso gerava a ânsia de vômito, medo de BUZÂO (HAHAHA), medo de não conseguir ir aos lugares mesmo antes de tentar ir,etc etc etc). Foi então que descobri por meio de pesquisas inclusive desse blog da Zoe aqui tudo que era responsável por me fazer sentir tão mal a ponto de querer até largar a faculdade no meu último ano, largar o serviço, e todos os planos que eu tinha pro meu futuro. Mas, foi aí que descobri essa tal emetofobia filha de uma mãe ruim que estava acabando comigo e que tudo que eu sentia era devido essa doença! Sim! É UMA DOÊNÇA! E SAIBAM, TODA DOÊNÇA TEM CURA! E lógico, eu que não sou uma anta, sou humano, possuo raciocínio lógico e mental de que posso me curar daquilo que me fere por fora, quanto mais aquilo que me fere por dentro, aí é que eu vou me curar e ficar mais forte ainda depois de curado. Um guerreiro fica mais forte a cada batalha ganha! Não é assim o processo minha gente? Você tem que batalhar! Você não pode ficar aí parado esperando isso te matar e arrancar todos os seus tão lindos sonhos nãaao!!! Você é mais do que isso! Você é forte! Você é saudável! Mate aquilo que está te matando minha gente! Pelo Amor de Deus ACORRRRRRDAAAAA! Vc não pode ficar nessa cama aí de moleza não!!! Deus não te criou para isso não! Deus te quer Feliz, Ele te criou para ser feliz! Ele não te prometeu uma vida sem lutas não, mas ele prometeu com seu amor incondicional que tem por nós que você terá a força para ganhar todas essas batalhas! NÃO SE FAZ UM CAMPEÃO NOS CAMINMOS MAIS FÁCEIS! ACOOOOOOOOOOORDAAAAAA!!! Eu vou repetir esse acorda aqui 3 MIL VEZES SE FOR NECESSÁRIO! ACOOOOORDA FILHO DE DEUS! LEVANTA=TE E ANDAS! Mas é preciso que vc se ancore com um barcco mesmo, mesmo se o seu barquinho hj seja uma pequena canoa que tomba a cada onda mais forte, é preciso que vc ancore no mar de Deus! E alí vc vai encontrar todas as ferramentas, TODAS, todas ferramentas que precisará para construir um navio gigaaante que onda nenhuma o fará tombar! SAbe porque? Porque Deus estará dentro desse seu navio! E Ele sendo o dono do mundo, aquele que criou tudo e todos, não o deixará cair novamente! E o nome desse barco minha gente, será O seu nome, porque será a sua vida que se transformará em vitória a partir do momento em que você aceitar que Deus Tudo pode concertar em você! Mas você terá que caminhar, batalhar, lutar e Deus te dará toda força que necessite! Acredite nisso! Eu estou totalmente curado dessa fobia e vc também pode se curar! Deus Abençõe a todos Vocês! Alguns de seus maiores ídolos já sofreram algum tipo de fobia e eles superaram isso tornando-se pessoas INCRIVEIS! Paz e Bem.

15/4/11 14:10  
Anonymous Anônimo said...

Achei muito importante essa postagem, porque até então eu acreditava que somente eu passava por isso. Tenho nauseas todos os dias a três meses e ja fiz diversos exames e o resultado sempre foi normal, nao tenho nenhum problema em meu organismo. Porém continuo com nauseas todos os dias e agora também sinto dores abdominais e ja larguei meu emprego e deixo de sair por medo de passar mal, passo o dia tomando remédios que cortam o vômito, porque tenho medo de sair de casa e passar mal. Enfim, é muito triste conviver com isso e tenho chorado muito devido a esta situação.

29/5/11 19:06  
Anonymous Gugs said...

ZOE, Também tenho esse problema, não saio de casa pois quando saio fico com ansia de vomito, muito enjoado msm e só fico pensando nisso, oq acaba piorando a situação, estou a 5 anos lutando contra isso e nenhuma melhora ainda... qual tipo de tratamento vc? está tomando alguma coisa? oq? já tomei mts remédios e nenhum deles surtiu efeito... Poste o seu tratamento por favor ou me add no msn: knowa.vix@hotmail.com . Obrigado!

30/10/11 10:42  
Blogger André Matias said...

Gostei muito de ler isso, venho procurando no google sobre o que tenho e não consigo achar nada que se encaixe, porém ainda não realizei nenhum exame de nada, o que pretendo fazer para não restarem dúvidas.

Que tipo de tratamento você faz?

Eu estou no mesmo barco, não saio de casa, não consigo me concentrar, tenho crises repentinas de falta de ar, náuseas (porém vomitar mesmo foram pouquíssimas vezes), dificuldade para dormir, meu pai diz que ando falando muito dormindo, e estou com algumas crises de sonambulismo em que fico mexendo na janela do meu quarto mesmo dormindo. Tudo isso começou depois que fui em uma festa e fiquei muito bêbado e tentei pular uma cerca e acabei caindo e batendo a cabeça. No outro dia quando acordei tentei fumar um cigarro e vomitei muito, desde esse dia venho com essas faltas de ar e crises, até mesmo eructando muito ar, e tenho estado muito triste também, sem ver os amigos, sem vontade de sair de casa, porém passo mal mesmo em casa, não tenho certeza se a raiz do meu problema é realmente psicológica, mas desconfio.
Tenho tido pensamentos bem pessimistas, inclusives suicidas, visto que não é vida viver dessa forma.

Gostaria de trocar idéia com você algum dia pela internet se possível.

Um abraço
e melhoras para ti!

6/12/11 23:40  
Anonymous Anônimo said...

Olá realmente é triste também sinto nauseas todos os dias durmo e acordo com nauseas não sei mais o que fazer chega a ser muito chato as vezes não quero comer com medo de ficar pior ,as vezes quero comer muito para ver se passa ,comecei a perder a paciencia com as pessoas e as coisas,não sei o mais o que beber para passar e chas ,remedios,,,,tudo que dizem que é bom eu tomo mais está muito complicado...penso até mesmo em coisas negativas....agora para piorar a situação tenho colicas intestinais,,,,como entender o que sentimos se os medicos não chegam a uma conclusão? A unica coisa que devemos ter é fé em Deus só ele pode fazer milagres,,,,,o triste e que as pessoas que está perto de você não parece acredita,,mais quem senti sabe,,,por isso eu ti entendo.

Um abraço.
Márcia

30/4/12 14:23  
Anonymous Anônimo said...

tenho 29 anos e vivo esse dilema a 4 anos, luto todos os dias contra esse mal estar nauseas, palpitaçoes ,diarreias dores de cabeça e cansaço estremo é muita coisa junta para um corpo só , para ser sincero só ha uma saída lutar contra isto custe o que custar ,parabens por seu blogg





.

9/7/12 09:07  
Anonymous Anônimo said...

Tem um TREINAMENTO de TFT que ajuda bastante quem sofre com ANSIEDADE, eu fiz e estou GOSTANDO bastante, o LINK do TREINAMENTO é esse: http://bit.ly/cura-da-ansiedade

2/4/15 13:20  
Anonymous Anônimo said...

Vc decreveu exatamente o que sinto. Acordo todo dia com náuseas, suando frio, e essa semana cheguei atrasada no serviço 3 vezes por causa disso, de tarde fico boa, chego em casa a noite e comeco passar mau de novo, se eu for sair de casa logo penso, e se eu passar mau o que faço, e acabo que passo tbm, fico com falta de ar e com medo de querer vomitar, nao sei q loucura e essa, so me sinto bem em minha cama, deitada e dormindo, sempre comi muito hoje não aguento nem ver comida, me da desespero, fico com fome mas n consigo comer. Mas enfim. E uma semana fui em 3 médicos. Estou procurando doença sendo que ja sei o que tenho. E muito ruim isso e se deus quiser vou melhorar.

8/10/15 22:15  

Postar um comentário

<< Home